1001 álbuns para ouvir antes de morrer
'1001 Albums You Must Hear Before You Die’
20 de Março de 2009

songs for swingin´ lovers! (1956)

‘Songs for Swingin 'Lovers!’ é o quarto álbum de Frank Sinatra para a Capitol Records, e foi organizado por Nelson Riddle e lançado em 1956. Tomou um rumo alternativo após o disco ‘In the Wee Small Hours’ onde Sinatra cantava as dores do fim de um relacionamento, revelando em ‘Songs for Swingin 'Lovers!’ uma exuberância total e registrando um swing jazz com belos arranjos. A capa original tinha Sinatra de costas voltadas para o jovem casal, mas em 1957 a 'Capitol Records' alterou com uma nova imagem, com Sinatra de frente. Todos os lançamentos de CD mantiveram a nova capa. Em 2000, ‘Songs For Swinging Lovers’ foi introduzido no Hall da Fama do Grammy. Em 2003, o álbum recebeu o número 306 na lista da revista Rolling Stone dos 500 melhores álbuns de todos os tempos. As faixas mais marcantes e famosas são ‘You make me feel so young’ e ‘I’ve got you under my skin’.


Tracklist
01. You Make Me Feel So Young
02. It Happened in Monterey
03. You’re Getting to Be a Habit With Me
04. You Brought a New Kind of Love to Me
05. Too Marvelous For Words
06. Old Devil Moon
07. Pennies From Heaven
08. Love Is Here to Stay
09. I’ve Got You Under My Skin
10. I Thought About You
11. We’ll Be Together Again
12. Makin’ Whoopee
13. Swingin’ Down the Lane
14. Anything Goes
15. How About You?


download:
Songs For Swingin´ Lovers! (1956)


frank sinatra - love is here to stay






publicado por mara* às 13:21 link do post
Legalzinho. Achei comercial demais. Prefiro o anterior.
Rodrigo Nogueira a 29 de Março de 2010 às 05:55
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
1001 albums you must hear before you die


É um livro de referência musical editado por Robert Dimery, co-fundador da Revista Rolling Stone e que escreve para a Time Out e Vogue. Originalmente publicado em 2005, o livro é constituído por uma lista de 1001 discos lançados entre 1955 e 2008, escolhidos por críticos, divididos por décadas e organizados em ordem cronológica. O livro foi revisto em 2007, 2008 e 2009, para incluir álbuns recentes. Todos são analisados conforme a importância na época, impacto sobre o público e vendagem. Os brasileiros indicados são analisados por Andrew Gilbert, especialista em música brasileira. Os 1001 discos não são unanimidade e o ‘porque’ de uns estarem no livro e outros não, são perguntas inevitáveis, há muita porcaria e muitos esquecidos.