1001 álbuns para ouvir antes de morrer
'1001 Albums You Must Hear Before You Die’
19 de Maio de 2010

rubber soul (1965)

‘Rubber Soul’ é o sexto álbum de estúdio dos Beatles. Produzido por George Martin, o atributo mais impressionante de ‘Rubber Soul’ é que ele foi gravado em um único mês, sob enorme pressão da gravadora, que estava desesperada para lançá-lo como uma oferta de presente de Natal. O álbum é descrito como uma importante realização artística, que alcançou sucesso comercial, satisfez a crítica especializada e é frequentemente citado como um dos maiores álbuns da história da música pop. Em 1998, os leitores da revista ‘Q’ elegeu-o como o melhor álbum de todos os tempos, em 2000 a mesma publicação colocou-o em 21 na sua lista dos 100 maiores álbuns. Em 2001, a VH1 classificou-o em sexto lugar. Em 2003, o álbum foi classificado em quinto na lista da revista ‘Rolling Stone’ dos 500 maiores álbuns de todos os tempos. Em 2006, o álbum foi escolhido pela revista Time como um dos 100 melhores álbuns de todos os tempos. Para uns, ‘Rubber Soul’, foi apenas inovador, para outros uma obra-prima intemporal, e há os que afirmam que com ele os Beatles efetivamente reescreveram as regras do rock-n-roll. Em última análise, o álbum todo se resume à qualidade das músicas e 'Rubber Soul' está repleto de clássicos que continuam enraizadas na consciência pública, são elementos essenciais da cultura pop. ‘In My Life’ conta com a participação de George Martin tocando piano ao estilo barroco. A letra de ‘Norwegian Wood’ foi inspirada em uma relação extraconjugal de John, na época casado com Cynthia Lennon, foi mais uma música de John composta com influência de Bob Dylan. ‘Nowhere Man’ composta também por John, tem a letra mais filosófica. ‘The Word’ foi escrita por John e Paul e segundo eles sob influência da maconha. ‘Run For Your Life’ é outra composição de John baseada na música ‘Baby Let's Play House’ de Elvis Presley. O elemento mais surpreendente de ‘Rubber Soul’, no entanto, foi o surgimento de George como uma força definitiva, George usou um instrumento indiano pela primeira vez em uma música (Norwegian Wood), o sitar ou cítara. George estava estudando música indiana na época, acabou comprando um sitar e a usou pela primeira vez em uma música de rock. O nome do álbum ‘Rubber Soul’ (alma de borracha) deve-se ao incidente quando fizeram uma sessão de fotos para a capa do álbum e o fotógrafo deixou cair uma das fotos em um slide, dando um efeito distorcido. Isso despertou o interesse dos Beatles. Nesse mesmo momento eles escolheram o nome.


Lado A
01. Drive My Car
02. Norwegian Wood
03. You Won't See Me
04. Nowhere Man
05. Think for Yourself
06. The Word
07. Michelle

Lado B
01. What Goes On
02. Girl
03. I'm Looking Through You
04. In My Life
05. Wait
06. If I Needed Someone
07. Run For Your Life


download:
Rubber Soul (1965)


the beatles - norwegian wood






publicado por mara* às 17:18 link do post
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
1001 albums you must hear before you die


É um livro de referência musical editado por Robert Dimery, co-fundador da Revista Rolling Stone e que escreve para a Time Out e Vogue. Originalmente publicado em 2005, o livro é constituído por uma lista de 1001 discos lançados entre 1955 e 2008, escolhidos por críticos, divididos por décadas e organizados em ordem cronológica. O livro foi revisto em 2007, 2008 e 2009, para incluir álbuns recentes. Todos são analisados conforme a importância na época, impacto sobre o público e vendagem. Os brasileiros indicados são analisados por Andrew Gilbert, especialista em música brasileira. Os 1001 discos não são unanimidade e o ‘porque’ de uns estarem no livro e outros não, são perguntas inevitáveis, há muita porcaria e muitos esquecidos.