1001 álbuns para ouvir antes de morrer
'1001 Albums You Must Hear Before You Die’
20 de Março de 2009

this is fats (1956)

'This is Fats' é o terceiro álbum lançado no auge da carreira de Fats Domino, que compôs ’The Fat Man’ a canção-base do rock'n'roll. Carismático, de personalidade agradável e sotaque acentuado, Fats Domino é um importante cantor, compositor e pianista de rock e r&b. Considerado uma lenda do rock, é conhecido por seu estilo boogie-woogie ao piano e por hits como ‘Ain't That a Shame’ e ‘Blueberry Hill’. Foi o afro-americano que mais vendeu na década de 1950 e no começo dos anos 60 e seu sucesso foi o impulso para os artistas de Nova Orleans. Foi descoberto em 1948 tocando em um clube onde cobrava três dólares por semana. Sua carreira começou em 1949 com o single ‘The Fat Man’, que ele escreveu com o produtor e co-roteirista Dave Bartholomew. Em 1955, finalmente Fats Domino atingiu o sucesso absoluto com ‘Ain't That a Shame’ e em seguida uma série de singles sem precedentes, incluindo ‘Whole Lotta Loving’, ‘Blue Monday’ e uma versão funk da velha balada ‘Blueberry Hill’.


Tracklist
01. Blueberry Hill
02. Honey Chile
03. What´s The Reason I´m Not Pleasing You
04. Blue Monday
05. So Long
06. La-La (version 1)
07. Troubles Of My Own
08. You Done Me Wrong
09. Reeling And Rocking
10. The Fat Man’s Hop
11. Poor Poor Me
12. Trust In Me


download:
This is Fats (1956)


fats domino - blue monday






publicado por mara* às 03:37 link do post
traduza para

Google-Translate-Portuguese to French Google-Translate-Portuguese to German Google-Translate-Portuguese to Italian Google-Translate-Portuguese to Japanese Google-Translate-Portuguese to English Google-Translate-Portuguese to Russian Google-Translate-Portuguese to Spanish
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
agradeço a visita



1001 albums you must hear before you die


É um livro de referência musical editado por Robert Dimery, co-fundador da Revista Rolling Stone e que escreve para a Time Out e Vogue. Originalmente publicado em 2005, o livro é constituído por uma lista de 1001 discos lançados entre 1955 e 2008, escolhidos por críticos, divididos por décadas e organizados em ordem cronológica. O livro foi revisto em 2007, 2008 e 2009, para incluir álbuns recentes. Todos são analisados conforme a importância na época, impacto sobre o público e vendagem. Os brasileiros indicados são analisados por Andrew Gilbert, especialista em música brasileira. Os 1001 discos não são unanimidade e o ‘porque’ de uns estarem no livro e outros não, são perguntas inevitáveis, há muita porcaria e muitos esquecidos.
ferramentas

página inicial página inicial
contato contato
twitter siga-me
feed facebook
recomende recomende
receba atualizações

Enter your email address: