1001 álbuns para ouvir antes de morrer
'1001 Albums You Must Hear Before You Die’
15 de Maio de 2010

bb king - live at the regal (1965)

‘Live at the Regal’ é um álbum gravado ao vivo pelo guitarrista BB (Blues Boy) King em 1964 no Teatro Regal em Chicago. Lançado em 1965 é amplamente citado como um dos maiores álbuns de blues já registrados apesar de BB King não considerá-lo entre suas melhores gravações. BB King estava em ascensão e o seu desempenho é visceral e o público lhe dá boas vindas como a um herói. BB King já tinha se apresentado por conta própria em outros teatros, mas o entusiasmo da platéia neste é perturbador, pois, raramente foi documentada uma sintonia desta magnitude entre um artista e seus fãs. O que é essencial no blues é o diálogo constante entre o cantor e o público que é a base do blues original. O diálogo não é sobre a guitarra impecável tocada neste disco, ou dos instrumentos da banda, ou até mesmo a voz de Riley B. King, mas é sobre o que as palavras das letras falam da vida e que o público responde. E isto é algo que tem se tornado cada vez mai raro, em uma gravação ao vivo de blues. E BB King cantou o blues da maneira que eles precisavam ouvir. Exemplo disso é o momento em que BB King canta o clássico "It's my own fault" e que normalmente é respondido pelas ‘sistas’ e as respostas gritadas vieram também dos homens. Este é o povo do blues. De um modo geral álbuns ao vivo são decepcionantes, mas, ocasionalmente, há aqueles raros momentos em que um artista se conecta com a audiência e algo mágico acontece. O que torna tudo isto mais surpreendente é que em 1964, BB King já tinha feito vários shows ao vivo e ainda teve energia para produzir um dos melhores álbuns de blues de todos os tempos. Das dez canções, ele voltou para os primeiros anos de sua carreira com "You Upset Me Baby" de 1953 e "Every Day I Have the Blues" de 1955, e continuou até o presente com o seu hit em curso "How Blue Can You Get". BB King é apoiado por uma banda constituída por Kenneth Sands (trompete), Johnny Board and Bobby Forte (tenor sax), Duke Jethro (piano), Leo Lauchie (baixo), e Sonny Freeman (bateria). Como já foi mencionado, ‘Live at the Regal’ é um dos álbuns essenciais, um dos registros que todos deveriam ter de BB King, aclamado como guitarrista, a revista ‘Rolling Stone’ o classificou como o terceiro na sua lista dos 100 maiores guitarristas de todos os tempos, e por seu canto expressivo.


01. Every Day I Have the Blues
02. Sweet Little Angel
03. It’s My Own Fault
04. How Blue Can You Get?
05. Please Love Me
06. You Upset Me Baby
07. Worry, Worry
08. Woke Up This Morning
09. You Done Lost Your Good Thing Now
10. Help the Poor


download:
Live at the Regal (1965)


bb king - It's my own fault






publicado por mara* às 01:39 link do post
traduza para

Google-Translate-Portuguese to French Google-Translate-Portuguese to German Google-Translate-Portuguese to Italian Google-Translate-Portuguese to Japanese Google-Translate-Portuguese to English Google-Translate-Portuguese to Russian Google-Translate-Portuguese to Spanish
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
agradeço a visita



1001 albums you must hear before you die


É um livro de referência musical editado por Robert Dimery, co-fundador da Revista Rolling Stone e que escreve para a Time Out e Vogue. Originalmente publicado em 2005, o livro é constituído por uma lista de 1001 discos lançados entre 1955 e 2008, escolhidos por críticos, divididos por décadas e organizados em ordem cronológica. O livro foi revisto em 2007, 2008 e 2009, para incluir álbuns recentes. Todos são analisados conforme a importância na época, impacto sobre o público e vendagem. Os brasileiros indicados são analisados por Andrew Gilbert, especialista em música brasileira. Os 1001 discos não são unanimidade e o ‘porque’ de uns estarem no livro e outros não, são perguntas inevitáveis, há muita porcaria e muitos esquecidos.
ferramentas

página inicial página inicial
contato contato
twitter siga-me
feed facebook
recomende recomende
receba atualizações

Enter your email address: